<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1750190188405548&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

A demanda por novos profissionais de TI e a necessidade de se adaptar a transformação digital

Postado em 17 de Agosto de 2020

Dificuldades como novos colaboradores com consciência de negócios e atenção a todos os elementos da infraestrutura podem encontrar em serviços gerenciados uma forma de unir os pontos.

A falta de mão de obra especializada continua sendo um problema enfrentado por grande parte dos executivos. Segundo o Brazil IT Snapshot 2019, produzido por nós, 56% dos entrevistados relatam que a habilidade comportamental mais difícil de encontrar nestes profissionais é a capacidade de mapear processos de negócios e sugerir mudanças.

Percebo que essa carência se dá pela transformação que toda a indústria de tecnologia está passando com a adoção em massa da computação na nuvem. E esbarra ainda em questões de habilidades e estruturais, onde, por muitas vezes, o departamento de TI não é visto como uma área estratégia da empresa. Existem ainda aqueles gestores de perfil técnico, que ficam agarrados a rotina do dia a dia. Pela nossa experiência, a parceria de serviços gerenciados se mostra como uma forma de unir estas duas pontas.

Mudança para a nuvem mudou o cenário

Vejo um reflexo da adoção do cloud na formação dos profissionais. Antes, era comum termos nos nossos clientes muitos especializados em hardware. Hoje esse tipo de profissional não é mais tão comum. O novo cliente não entende tanto de recursos físicos; pressupõe que existe uma infraestrutura de TI, que é vista como uma camada abstrata onde ele implementa a sua solução.

O conceito de managed services resolve essa questão. As integradoras, consultorias e fornecedoras de serviços gerenciados contam com pessoas altamente especializadas, um conhecimento que é compartilhado com seus clientes. Optar por esse modelo pode ser interessante em termos de custo, mas é ainda mais essencial com a transição para metodologias ágeis de gerenciamento como o DevOps.

Antes você tinha profissionais para realizar a implantação e o deployment do hardware e outro time que cuidava do suporte. Hoje esse colaborador deve conhecer da arquitetura, entender do software, realizar ajustes, otimizar e propor novas soluções o tempo todo. A integração entre os fornecedores e clientes, desenvolvedores e infraestrutura é em tempo real, o que leva a ganhos de agilidade e de custo operacional. O desafio agora é formar esses profissionais e mudar a cultura.

A TI precisa entender do negócio

O mercado exige do gestor de TI um foco estratégico. Ele deve fazer a ponte entre os variados departamentos e ter uma visão holística do negócio. Isso significa se preocupar menos com a rotina operacional, deixando de lado os conflitos diários e pensando em como gerar valor para a sua empresa.

Para chegar neste objetivo, uma solução é buscar parceiros com alto nível de especialização, que tenham capacidade para entender o ambiente e propor mudanças. Desde o primeiro nível de atendimento, um parceiro de serviços gerenciado deve contar com especialistas que vão se aprofundar nas camadas de TI, sabendo desenvolver uma solução para um problema de suporte ou ainda implementar um desenho diferenciado com vistas a incrementar a geração de receita ou minar um gargalo.

Parece que estamos vivendo num mundo novo, não? Com a transformação digital, cloud computing, Big Data e automação, é cada vez mais comum os profissionais de DevOps perseguirem o desenvolvimento contínuo. Já o Customer Success Manager acredita menos em entregas e mais no ciclo de vida do cliente.

Por isso, o profissional de TI deve reciclar conhecimentos, buscar novas skills, abandonar velhas práticas e pensar cada vez mais de forma sistêmica. Convido você a ler um artigo no nosso CEO Rodrigo Parreira, que aborda o futuro do trabalho e das profissões e refletir para que o novo gestor se preocupe menos com comandos em um terminal e mais em como aumentar a produtividade da sua área.

Tags: Gestão, Transformação digital, Serviços

Comentários

Deixe seu comentário ou dúvida abaixo, lembrando que os comentários são de responsabilidade do autor e não expressam a opinião desta editoria. A Logicalis, editora do blog Digitizeme, reserva-se o direito de excluir mensagens que sejam consideradas ofensivas ou desrespeitem a legislação civil brasileira.