<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1750190188405548&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Quais recursos indicados para viabilizar cloud para sistemas críticos que exigem baixa latência de rede?

Postado em 26 de Novembro de 2018

É preciso planejar e analisar o cenário hoje e nos próximos anos para conseguir viabilizar a melhor solução para suas necessidades. 

Sua pergunta já me diz muito sobre o seu negócio e não tenho dúvidas de que sua dor é a mesma de muitas empresas brasileiras. Quando falamos de baixa latência, tratamos de ambientes bem controlados, como mercado de ações, bancos e, até mesmo, sistemas que gerenciam o transporte público.

Em todos estes exemplos, uma possível queda da rede pode impactar de forma direta o funcionamento das operações, prejudicando uma cadeia de usuários e sistemas que estão interligados. É interessante falar que este também é um dos grandes desafios que as operadoras brasileiras enfrentam, pois precisam viabilizar a comunicação de sistemas de missão crítica, ou seja, priorizar o que deve ser entregue primeiro e no menor tempo possível.

Para facilitar essa decisão, trouxe algumas dicas para você conseguir adotar computação em nuvem no seu negócio sem perdas por falta ou lentidão de rede. A primeira delas é estabelecer uma conexão direta com a cloud por meio de um link dedicado. Com ele, é possível garantir uma disponibilidade sem interrupções, durante 24 horas em sete dias por semana.

Esse tipo de serviço possibilita que a nuvem tenha um caminho privado até o provedor, sem que a banda seja dividida com outras atividades da empresa. A velocidade também é maior se comparada com as ofertas comuns do mercado. Porém, estes benefícios trazem como contrapartida o fato de normalmente ter um valor mais alto do que os tradicionais, por isso, é preciso avaliar se esta solução se encaixa no seu orçamento no curto e no longo prazos. Em relação a conectividade, uma alterativa interessante é considerar a adoção da solução de SD-WAN, que permite que os links WAN disponíveis sejam utilizados de forma mais inteligente e que o tráfego seja otimizado e priorizado de acordo com a necessidade do seu negócio.

Outra solução é contratar um modelo de nuvem híbrida. Com ele, você consegue deixar dentro de casa, em uma cloud privada – configurada e moldada em um data center de acordo com a sua demanda - o que é mais crítico e não pode enfrentar quedas de internet, e migrar para a nuvem pública as operações que não impactam diretamente o negócio. Dessa forma, as nuvens públicas e privadas são combinadas para propiciar o melhor ambiente para sua empresa, viabilizando desempenho, disponibilidade e segurança dos dados, sem ter que pagar muito mais caro por isso.

O mais importante é se planejar e analisar o cenário hoje e nos próximos anos para conseguir viabilizar a melhor solução para suas necessidades. Tenha na ponta do lápis o orçamento, a possibilidade de crescimento do negócio e a estratégia desejada. Com tudo isso em mente, a avaliação da solução mais viável ficará bem mais palpável.

Tags: Cloud computing

Comentários

Deixe seu comentário ou dúvida abaixo, lembrando que os comentários são de responsabilidade do autor e não expressam a opinião desta editoria. A Logicalis, editora do blog Digitizeme, reserva-se o direito de excluir mensagens que sejam consideradas ofensivas ou desrespeitem a legislação civil brasileira.